Mansão na França, se torna a casa mais cara do mundo a venda

0
1375

Venda poderá superar o negócio mais caro até o momento, fechado em 2008, por um multimilionário russo.

994 milhões de euros. Esta é a singela quantia para ter a casa mais cara do mundo, a mansão está à venda na França e está agitando a imprensa local. A propriedade localiza-se na península de Saint-Jean-Cap-Ferrat, na costa francesa entre Mónaco e Nice, possui dez quartos, uma sala de estar, um jardim de inverno e uma casa de caseiro ao porteiro da mansão.

Além de todas as comodidades, este espaço conta com uma piscina de 50 metros, e um jardim botânico privado de 14 hectares e 25 estufas com inúmeras plantas raras, pela forte importância que o seu antigo proprietário sempre deu ao meio ambiente.

É que Alexandre Marnier-Lapostolle, fundador da sociedade Grande Marnier, comprou esta propriedade em 1924 e, desde então, dedicou-se à plantação de espécies tropicais no seu próprio jardim, a família desde então tem preservado e feito crescer. Marnier, no entanto, pode não ter sido o único proprietário desta propriedade: vários especuladores do ramo imobiliario acreditam que esta mansão pertenceu ao rei Leopoldo II da Bélgica, que teria comprado em 1904, passando a chamar Les Cèdres.

A construção original é de 1830, altura em que ficou conhecida como Villa Pollonnais. Atualmente a casa pertence a Suzanne Marnier-Papostolle. Se a venda for concretizada por estes valores, esta exclusiva propriedade poderá bater o recorde. Até agora, o empresário multimilionário Mikhail Prokhorov detém o recorde pela aquisição da casa mais cara, a mansão Leopolda de Safra, que comprou em 2008 por 370 milhões de euros, e mais 19,5 milhões pelo mobiliário.

Published in Mansões